Lista,

Lista:10 pilotos 'lendários' que pilotaram pela Minardi

4/21/2019 F1 Fanático 0 Comentarios







Mais uma lista e olha, essa foia mais difícil da história desse humilde sáite. Afinal, escolher somente 10 pilotos lendários de uma equipe só teve lendas atrás de lendas, é brabo. Por isso as lendas das lendas foram escolhidas aqui pelo nosso estagiário que deverá ser xingado, afinal, ele deixou o Pierluigi Martini fora! Disse que era hour concours! Que mané! Vamos ver logo a lista dele

Andrea De Cesaris - Uma lista de lendas sem Andrea De Cesaris não é uma lista de verdade. E o super italiano levou seus talentos para equipe italiana em 1986 e o carro era tão bom, mas tão bom que ele e o novato Alessandro Nanini só completaram UMA corrida em toda a temporada de 1986, no México, quando De Cesaris ficou em oitavo e Nanini em décimo quarto. O gênio italiano resolveu pular fora desse barco e foi mostrar seus talentos na Brabham. Mas todos os seus abandonos deixaram sua marca na Minardi


Ádrian Campos - O espanhol entrou para equipe em 1987. E ele começou bem, sendo desqualificado na sua prova de estreia por 'procedimento incorreto de largada'. ELE LARGOU ERRADO! Tá, o carro não ajudava e ele terminou uma corrida em todo o campeonato de 1987. Mas seu companheiro, Alessandro Nanini, completou 3! Em 1988, ele teve como companheiro outro espanhol, Luis Pérez-Sala. Mas depois de cinco corridas e  três DNQ ele foi chutado para a volta do mítico Pierluigi Martini

Paolo Barilla - Herdeiro da famosa empresa de massas, Paolo achou que podia ser piloto de F1 e com patrocínio familiar, arrumou a vaga para correr no GP do Japão de 1989. Em 1990, ele virou titular e enquanto ele tinha como companheiro o deus Pierluigi Martini e os cinco DNQs em 14 corridas enquanto Martini não teve nenhum, fez Barilla ser carinhosamente chutado antes do final da temporada.


Luca Badoer - Outro piloto que é presença obrigatória em qualquer lista de 'lendas'. Badoer estreou na Minardi em 1995, após ter corrida pela gloriosa SCUDERIA ITÁLIA em 1993. E nosso querido italiano foi até razoavelmente bem, só que ele não contava com Pedro Lamy, substituto da lenda Martini, conseguindo o único ponto da Minardi do ano em Adelaide. Em 1999, ele voltou para Minardi, onde protagonizou o momento mais triste da história da F1, quando abandonou o louco GP da Europa em quarto lugar, e começou a chorar, deixando todo mundo com uma dó danada dele. E mais uma vez, ele viu o companheiro de equipe (Marc Gené) conseguir o único ponto da equipe do ano.

Giovani Lavaggi - Este grande piloto italiano que substituiu Giancarlo Fisichella e em seis corridas fez história com três DNQs, um abandono e um décimo lugar, que ganhou o apelido carinhoso de 'Johnny Carwash' e conseguiu a proeza de ser criticado por Jonathan Palmer (!) que o chamou de desesperadamente lento. Deixou saudades...


Esteban Tuero - O Argentino entrou na F1 como o terceiro mais jovem da história da F1. E esse acabou sendo o seu maior feito na F1. Terminando em apenas quatro provas, Tuero encerrou sua temporada carinhosamente acertando Tora Takagi no GP do Japão. ele tinha contrato para 1999, mas ele resolveu sair da F1 e voltar para argentina correr de carretera. Ele ainda mandou que a Minardi usava computadores com Windows 95 (na época já tinha o windows 98) e disse que piltoou o pior carro do mundo. Tinha muito amor pela minardi esse rapaz.

Gastón Mazzacane - Não satisfeita com o que aconteceu com Tuero, a Minardi resolveu apostar em outro argentino para a temporada 2000. Mazzacane, apesar de muitas lambanças durante a temporada, chegou a andar em terceiro em Indianápolis, até ir para o pit stop e atropelar um mecânico e abandonar a prova. Em 2001, ele foi chutado e resolveu mostrar seus talentos na Post, onde aí sim, fez bosta pra cacete...


Alex Yoong - O malaio veio para Minardi e foi tratado injustamente, só porque ele trouxe um caminhão de dinheiro. Que injusto! Yoong substituiu a lenda Tarso Marques ainda em 2001 e em 2002, terminou em sétimo no GP da Austrália. Mas durante o ano, com seis abandonos e três DNQs, foi chutado da equipe, injustamente...

Gianmaria Bruni - Terceiro piloto da minardi em 2003, Bruni virou titular da equipe em 2004, fazendo ao lado de Zsolt Baumgartner uma das dupla smais lendárias da história da F1. e Enquanto o húngaro brilhava com um oitavo lugar no GP dos Estados Unidos, Bruni teve como melhor resultado três DÉCIMO QUARTOS lugares. Levar pau do Baumgartner é para poucos...


Patrick Friesacher - O Austríaco esteve no ano derradeiro da Minardi em 2005 e fez parte do famigerado GP dos Estados unidos, onde seis carros largaram. E quem ficou em último? Sim, ele levou pau do Christian Albers! Após um décimo nono lugar em Silverstone, Friesacher foi chutado para a entrada de outro holandês - esse bancado pela Red Bull que comprou a equipe - Robert Dornboos

Com uma equipe dessa, temos que ter várias menções honrosas: Gianni Morbideli, Fabrizio Barbazza, Shinji Nakano, Tarso Marques, Nicolas Kiesa e Robert Dornboos...

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima