Carlos Reutemann,

Lendas da F1: Carlos Reutemann abandonou a Williams por conta da Guerra das Malvinas?

4/01/2018 F1 Fanático 0 Comentarios

Essa lenda envolve F1 e história. então senta que lá vem!



O argentino Carlos Reutemann, o último hermano que conseguiu fazer uma carreira de sucesso na F1 nos 70 e início dos 80, teria saído no meio da temporada de 1982 por um único motivo: A guerra das Malvinas ( ou Falkand para o britânicos) que envolveu Argentina e Grã Bretanha, que brigavam pela ilha, que era pouco habitada, mas tinha um ponto estratégico. E por incrível que pareça, vencer guerras aumentava a popularidade e o governo ditador argentino e o da chatonilda da Margeraeth Thatcher. E Reutemann, um argentino em uma equipe britânica pegou seus panos de bumbum da Williams e picou a mula por isso. Será mesmo?

Vamos contextualizar o momento de Reutemann:  O argentino perdeu um título que parecia ganho por Nelson Piquet, tudo por conta da treta que arrumou com Alan Jones, e o australiano fez o inferno para 'Lole' não vencesse o campeonato. O australiano se aposentou e Reutemann ficou na equipe, ainda chateado com o acontecido, pois ele achava que a Williams deveria ter dado preferência a ele, coisa que não fez. Tudo por conta da desobediência dele no GP do Brasil de 81, quando ignorou uma ordem de equipe e venceu a corrida, deixando Jones PUTASSO. 

Chegou 82, ele teria como parceiro Keke Rosberg e iria para temporada sabendo que agora não teria mais esse papo de número 1 na equipe. Na primeira prova do ano, ele terminou em segundo e em Jacarepaguá, ele abandonou a prova, que foi disputada em 21 de Março de 1982 - época em que a tensão entre Argentina e Grã Bretanha aumentava cada vez  mais. Logo após a corrida, Reutemann avisou a Williams que estava se aposentando da F1. A guerra das Malvinas começou oficialmente em 4 de Abril de 1982.


A explicação mais falada na época na época foi que estava cansado de competir e que via uma desvantagem muito grande dos motores aspirados para os motores turbo, que começavam a serem realmente efetivos. Mas o outro lado d amoeda dizia que Lole tinha informações privilegiadas de que a Argentina realmente iria invadir as ilhas Malvinas e que ele, se quisesse continuar com suas ambições políticas deveria sair da equipe britânica, ou melhor sair da F1 que era dominada por equipes britânicas. Para Patrick Head, a versão de que ele estava de saco cheio da F1 era mais plausível."ele se aposentou porque seu coração não estava mais nas corridas. simples assim". A Williams tentou um acerto com Mario Andretti, que pediu demais e só correu em uma prova. promoveu o piloto de testes Derek Daly. E advinha quem foi o campeão de 82: Keke Rosberg, com uma Williams! Se esse papo de desvantagem dos aspirados foi verdade, o Reutemann deve ter ficado muito puto,hein?


O fato é que Carlos Reutemann voltou para a Argentina, correndo nas categorias locais e nunca explicou realmente o motivo para sair da F1 daquela maneira. Dizem que assim as aerolíneas argentinas voltaram a fazer voos para Londres, em 1990. Reutemann estava no primeiro voo para poder se encontrar com Frank Williams e pedir desculpas pela saída repentina em 82. Depois disso, Lole foi governador de Santa fé por dois mandatos e foi cogitado para ser presidente da Argentina, tamanha sua popularidade entre os argentinos. Acabou virando senador, cargo em que já foi reeleito duas vezes. Seu mandato acaba em 2021. E nunca saberemos realmente se ele estava de saco cheio da F1, ou resolveu jogar pra torcida argentina...

PS: A guerra das Malvinas durou apenas dois meses, com os britânicos massacrando os argentinos e mantendo a ilha em sua posse. O governo trabalhista de Thatcher ganhou força e ela conseguiu se reeleger primeira-ministra. Já a Argentina entrou em profunda crise econômica e política, teve o presidente Galtiere deposto e deu inicio ao processo de redemocratização do país. Durante todo conflito, que durou 75 dias, 258 britânicos e 649 argentinos morreram. Argentina e Grã Bretanha só reataram as relações diplomáticas em 1990. 


Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima