destaque,

Sem Gasly e Sainz, Toro Rosso pede que pilotos mandem currículo para disputar o GP dos Estados Unidos

10/12/2017 F1 Fanático 0 Comentarios


A crise afeta todos os setores. Inclusive os da F1, que está em dificuldade em arrumar profissionais capacitados para disputar um GP de F1. A Toro Rosso vive um drama. Sem Carlos Sainz, que já foi liberado para Renault e Pierre Gasly, que vai disputar a última etapa da Super Fórmula japonesa, já que pode se sagrar campeão e a honda quer ganhar um título que seja esse ano, a equipe de Faenza teve que trazer de volta Daniil Kvyat e agora não sabe quem chama para ser o próximo piloto da equipe. Com isso, currículos estão sendo aceitos:

"Queremos pilotos rápidos, dinâmicos, proativos, que queiram trabalhar forte na maior categoria do mundo.Não pagamos muito mas a experiência que você terá dirigindo um F1 será inesquecível, algo que você poderá dizer para os netos! Não pagamos vale transporte. Superlicença é fundamental. Ser rápido em um carro que nunca andou na vida é um diferencial. Interessados mandem currículos para o email RH@tororosso.com.it " diz o anúncio da toro na catho online

Ninguém quer pegar essa roubada, segundo fonte arial black. E a toro já tentou nomes como Sebastian Buelindo, que está na F-refugos da F1, também conhecida como Fórmula-E, os reservas da Ferrari,, Giovinazzi e Leclerc, mas ninguém tá muito a fim. O campeão da F-Indy 2017, Josef JardimNovo é um possível nome, mas o fato dele só saber fazer curva para esquerda preocupa. Se nada der certo, a toro Rosso corre o risco de correr com um carro só mesmo.

Para o GP mexicano, será outro drama, já que a Toro demitirá Kvyat para Max Verstappen vencer a corrida e aí só Gasly estará disponível para correr em Hermanos Rodriguez.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima