Por Onde Anda,

Por onde anda? Tora 'Tiger' Takagi

10/05/2017 F1 Fanático 0 Comentarios


*Sim, é o apelido dele no Japão é 'Tiger Takagi'

Toranosuke Takagi, ou para os íntimos, Tora Takagi, começou no automobilismo influenciado pelo pai, que era piloto no Japão. No kart, Takagi começou a deitar os cabelos nos seus adversário japas e ganhou praticamente todos os títulos até 1991, quando ele resolveu ir para os monopostos, mais precisamente na F-Toyota. Em 1993, foi para a F3 japonesa e por lá ficou dois anos, terminando em sexto no campeonato de 1994. Lá ele chamou a atenção de Satoru Nakajima - sim aquele - que o chamou para correr em sua equipe na F-Nippon- que agora é Superformula, que na época era chamada de F-3000 japonesa.


Em 1995 foi o melhor ano para ele na equipe do Nakajima, ficando em segundo lugar no campeonato, perdendo título para o lendário Toshio Suzuki. 96 e 97, algumas vitórias, mas nada de muito relevante.

Mas 1997, ele conseguiu se aproximar da F1, virando piloto de testes da Tyrrell, que chamando urubu de meu louro, tá aceitando qualquer um para o posto, só precisava ter dinheiro. E isso, Takagi tinha - Como todo japonês ruim de roda consegue patrocinador? nunca entenderei -e ele ficou só esperando sua oportunidade para estrear na F1 em 1998.

Mas a Tyrrell foi vendida para a British American Tobbaco em 1998 e em breve mudaria de nome para BAR. Mas Tio Ken teria a chance de fazer uma temporada de despedida e sem Mika Salo e Jos Verstappen, promoveu Takagi para ficar com a grana dele e teve que engolir o gênio Ricardo Rosset.

Em 1998, Takagi e seu belo capacete verde -Sem ironia, eu gostava muito do capacete dele - apesar de correr na draga que era o carro da Tyrrell, fez o que importa, que foi dar um pau homérico no Rosset. Takagi, que teve como melhor resultado dois nonos lugares em Silverstone e Monza, também foi o responsável pelo último grande momento da equipe Tyrrell em Suzuka, quando foi acertado por trás do nada, pela Minardi do lendário Esteban Tuero.


A Tyrell acabou, a BAR mandou Takagi passear e o japonês logo encontrou um lugar para demonstrar o seu talento: A Arrows. E ele começou a temporada in fire, sétimo na Austrália e oitavo no Brasil. Quando parecia que ele seria um japa diferente dos demais e que ele honraria o nome do Japão na F1, ele só completou mais duas corridas, Espanha e Grã Bretanha, levou um DSQ porque usou os pneus do seu companheiro de equipe, Pedro De La Rosa na França e abandonou em todas as corridas restantes.Sim, ele conseguiu a proeza de ter oito abandonos seguidos em 1999!

O ano 2000 chegou e Takagi foi chutado da F1. Ele bateu na porta de Satoru Nakajima e foi disputar a F-Nippon novamente. E ele foi arrasador, venceu 8 de 10 etapas do campeonato e foi campeão com folgas.

2001, resolveu se aventurar a CART, e correu dois anos na equipe Walker, graças ao apoio da Toyota. Não deixou saudades, mas ao menos fez um teste no carro de F1 da Toyota em 2002, seu último momento com uma F1. e em 2003 migrou para IRL na equipe Mo Nunn e foi bem nas 500 milhas de indianápolis, ficando em quinto e levando o prêmio de novato do ano na corrida. Conseguiu um pódio no Texas e terminou em décimo lugar na temporada, na frente de nomes como Dan Wheldon!

Em 2004, ele já não foi tão bem, e terminou em décimo quinto lugar.Em 2005, ele voltou para o Japão mais uma vez, com equipe própria para correr na F-Nippon e ao mesmo tempo correr na Suer GT japonesa. Foi campeão da última, mas da Nippon, só passou a fazer figuração até 2007, quando saiu da categoria.


2008 foi o último ano de Tora Takagi competindo, na Super GT e em 2009 ele se aposentou das corridas, abriu um circuito de kart onde ele passou a dar aula e tem uma equipe de kart para oss seus melhores alunos competirem. Se você quer ser treinado pelo talentoso Takagi, eis o link: http://takagi-planning.com/

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima