destaque,

Ross Brawn quer tirar pilotos pagantes da F1 e deixar grid com apenas 12 carros

3/09/2017 F1 Fanático 0 Comentarios


Ross Brawn, o burlador, quer fazer algo pela Fórmula 1 agora que tem o poder de decidir as questões esportivas da categoria. E ele pensa em tirar da Fórmula 1 uma tradição que existe desde que o mundo é mundo: Os pilotos pagantes, ou paydrivers, ou imitadores de Pedro Paulo Diniz, como preferirem:"Acho que a hora de deixar a categoria mais atrativa e tirar esses pilotinhos ruins que tem patrocínio do grid. Aliás, você vê que as empresas não sabem investir quando patrocinam um piloto desses" Afirmou.

Mas medida pode acabar deixando o grid da F1 pela metade, afinal só as montadoras teriam grana para contratar pilotos. Apenas Ferrari, Mercedes, Renault, Red Bull e Toro Rosso garantiriam sua dupla de pilotos e equipes como Williams, Force India, Sauber e Haas ou participariam com um carro apenas, ou ficaram fora da temporada.


Alex Yoong, presidente da Paydrivers Associaton, repudiou a declaração de Brawn: "Os pay drivers fizeram da F1 o que ela é hoje. Imagine só se a F1 não tivesse nomes como Hector Rebaque, Satoru Nakajima e todos os outros pilotos japoneses, a lenda Pedro Paulo Diniz, entre muitos outros. AF1 não seria nada! A Minardi e a Arrows nunca teria existido. A Tyrrell tinha acabado quando o Jackie Stewart se aposentou e a Ligier quando o Jacques Laffite quebrou as pernas"Afirmou Yoong, que pretende entrar com uma medida para garantir que um 1/5 do grid tenha pilotos paydrivers. "Pilotos de países exóticos e com patrocínio forte precisam ter lugar para mostrar o seu talento monetário na F1. Estou agenciando um Malaio que vai assombrar a F1 como Yuji Ide fez" concluiu

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima