destaque,

Guia Sincerão da F1 2017 - Haas

3/15/2017 F1 Fanático 0 Comentarios



Haas
Em 2016 - Oitavo lugar nos construtores, com 29 pontos

Pilotos
#8 Romain Grosjean
França
30 anos
Equipes: Renault (2009), Lotus (2011-2015) e Haas (desde 2016)
102 GPs
1 Volta rápida
Melhor posição de largada - Segundo lugar no GP da Hungria de 2012
Melhor Posição de chegada - Segundo lugar no GP do Canadá de 2012 e no GP dos Estados Unidos 2013

#20 Kevin Magnussen
Dinamarca
24 anos
Equipes: McLaren (2014), Renault (2016) e Haas (desde 2017)
40 GPs
Melhor Posição de largada- Quarto lugar no GP da Austrália e da Alemanha de 2014
Melhor Posição de chegada- Segundo lugar no GP da Austrália de 2014


A Equipe preferida do Sérgio Mallandro (HAAAAAAAS! IÉ IÉ!) vai para sua segunda temporada buscando se afirmar como aquela equipe de meio de grid que você respeita.  Em 2016, enquanto teve grana, a equipe se adaptou a fazer curvas para direita - a equipe Haas é tradicional na NASCAR- , e com Romain Grosjean tomando regularmente sua tarja preta, a Haas esteve muito bem. Depois a grana acabou e aí foi só fazer número e aturar as atuações sofríveis de Esteban Gutierrez.

E a Haas se livrou do mexicano, que dos 29 pontos que a Haas conquistou em 2016, ele conquistou zero pontos! Isso mesmo, Grosjean Tarja preta levou o time nas costas e o mexicano foi convidado a pegar os seus paninhos de bunda e se retirar. Mas se você pensa que eles contrataram um piloto melhor, não, foi o Kevin Magnussen. A Expectativa é que ao menos ele seja melhor do que Gutierros e faça pelo menos um ponto.

A Haas já mostrou que não é mais um projeto maluco de um americano excêntrico que quer aparecer, agora espera se manter nomeio do grid e pontuar com mais regularidade. Se eles acertaram o carro nesse novo regulamento, é bom possível que eles atinjam o objetivo. É só não esquecer a tarja preta do Grosjean

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima