Por Onde Anda

Por Onde Anda? Narain Karthikeyan, o 'Apu' da F1

2/26/2017 F1 Fanático 0 Comentarios



Não tem aquele slogan 'sou brasileiro e não desisto nunca'? Ele também se aplica ao lendário piloto indiano Narain Karhikeyan. Este indivíduo nascido em 14 de janeiro de 1977 tinha um sonho de ser o primeiro indiano a pilotar um carro de F1. Ele perseguiu esse sonho com todas as suas forças. após ganhar uma obscura categoria de base chamada Fórmula Asia (nunca ouvi falar, só quando pesquisei sobre a peça) Narain pisou na Inglaterra em busca do seu sonho e correu na F-Vauxhall, onde teve como rival o também glorioso piloto Luciano burti, onde tiveram batalhas memorávies pelo o oitavo lugar. Depois ele ficou três anos na fórmula 3 britânica conseguindo no máximo um quarto lugar. Como ele ficou esse tempo todo na mesa categoria sem explodir, Narain se viu a pé e voltou para Ásia, onde foi correr na F-Nippon, onde foi apenas discreto.

Conseguiu voltar para a Europa para correr na World Series by Renault e lá ele conseguiu ter o último requisito necessário para poder chegar à F1: Um patrocinador louco que invistia nele sem ver se ao menos ele era talentoso. Após mais três anos na categoria com um quarto lugar como melhor posição de campeonato, a chance se abriu para o impoluto Narain.

A Jordan, que em 2005 já estava vendendo o almoço para comprar a janta e entraria em seu ultimo ano, queria alguém com grana para ocupar um dos cockpits. Isso mesmo não precisava ser bom, era só ter dinheiro que entrava e o jovem Narain, no alto dos seus 28 anos, não pensou duas vezes e disse para si mesmo: "AGORA VAI". E lá foi ele ser o primeiro indiano a correr na F1,estreando no GP da Austrália e ficando na gloriosa décima quinta posição. Em 2005 ele também teria a melhor posição da sua carreira, o quarto lugar no GP dos Estados Unidos, onde apenas seis carros correram naquele papelão da Michelin. Karthikeyan acabou perdendo a chance de ir para o pódio para seu companheiro de equipe, o portuga Tiago VAGAROSO Monteiro. No fim da temporada, Narain ficou mal na fita por ter levado pau de um indíviduo que tem vagaroso no sobrenome e com o fim da jordan, que virou Midland, ele ficou a pé.

Mas alguém com aquela grana toda não ficaria totalmente a pé. A Williams resolveu por caridade, dar uma vaga de piloto reserva para o jovem indiano, onde ele ficou nos anos de 2006 e 2007. Ao mesmo tempo, ele se aventurava na A1 GP, a comeptição que cada país tinha o seu carro. E ele, representando a Índia. Não foi lá essas coisas.


Mas o que mais intriga é ver o quanto de categorias que Karthikeyan passou. Ele disputou as 24 horas de Le Mans em 2009, foi para F-Superleague (que times de futebol tinham carros, Flamengo e Corinthians tinham, não lembram? Narain corria com as cores do PSV Eindhoven) e em 2010, Narain se arriscou na NASCAR, na Truck Series. todas sem aquele brilho outrora apresentado na F1.

E de Repente veio a chance de ouro. Quando todos pensavam que Narain nunca mais sentaria o seu popô em um carro de F1, estavam enganados: Mais outra equipe estava desesperada por dinheiro, a Hispania e ele ressurgiu como uma fênix na F1 para assumir um dos carros da equipe espanhola ao lado de Vitantonio Liuzzi em 2011.

Mas Karthikeyan só disputou nove corridas daquela temporada, pois no meio dela, a Red Bull apareceu com mais grana do que ele e pôs de castigo Daniel Ricciardo para correr na equipe no lugar do indiano, que só pode correr em casa, na estreia do GP da Índia, depois isso. Ele se despediu da temporada tendo como melhores resultados três incríveis  décimo-sétimos lugares.

Em 2012, Karthikeyan estaria novamente na equipe, que mudou o nome para HRT e ao lado do inglório Pedro De La Rosa, ele teve como melhor resultado um décimo quinto lugar em Mônaco e com o fim da equipe, ele finalmente se despediu da F1.

Então Narain voltou a sua peregrinação às categorias de automobilismo. Onde tinha quatro rodas ele ia. Ele correu na Auto GP e três anos na Super fórmula, o novo nome da F-Nippon. Umdia desses Narain disputou um tal de MRF challenge fórmula 2000 correndo contra um monte de garotos e se tornou o primeiro piloto a ser ultrapassado pelo Michael Schumacher e pelo seu filho Mick. Fez história esse indiano. ainda bem que existe os vídeos para matarmos as saudades dele...


Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima