Lista:10 pilotos 'lendários' que pilotaram pela Minardi







Mais uma lista e olha, essa foia mais difícil da história desse humilde sáite. Afinal, escolher somente 10 pilotos lendários de uma equipe só teve lendas atrás de lendas, é brabo. Por isso as lendas das lendas foram escolhidas aqui pelo nosso estagiário que deverá ser xingado, afinal, ele deixou o Pierluigi Martini fora! Disse que era hour concours! Que mané! Vamos ver logo a lista dele

Andrea De Cesaris - Uma lista de lendas sem Andrea De Cesaris não é uma lista de verdade. E o super italiano levou seus talentos para equipe italiana em 1986 e o carro era tão bom, mas tão bom que ele e o novato Alessandro Nanini só completaram UMA corrida em toda a temporada de 1986, no México, quando De Cesaris ficou em oitavo e Nanini em décimo quarto. O gênio italiano resolveu pular fora desse barco e foi mostrar seus talentos na Brabham. Mas todos os seus abandonos deixaram sua marca na Minardi


Ádrian Campos - O espanhol entrou para equipe em 1987. E ele começou bem, sendo desqualificado na sua prova de estreia por 'procedimento incorreto de largada'. ELE LARGOU ERRADO! Tá, o carro não ajudava e ele terminou uma corrida em todo o campeonato de 1987. Mas seu companheiro, Alessandro Nanini, completou 3! Em 1988, ele teve como companheiro outro espanhol, Luis Pérez-Sala. Mas depois de cinco corridas e  três DNQ ele foi chutado para a volta do mítico Pierluigi Martini

Paolo Barilla - Herdeiro da famosa empresa de massas, Paolo achou que podia ser piloto de F1 e com patrocínio familiar, arrumou a vaga para correr no GP do Japão de 1989. Em 1990, ele virou titular e enquanto ele tinha como companheiro o deus Pierluigi Martini e os cinco DNQs em 14 corridas enquanto Martini não teve nenhum, fez Barilla ser carinhosamente chutado antes do final da temporada.


Luca Badoer - Outro piloto que é presença obrigatória em qualquer lista de 'lendas'. Badoer estreou na Minardi em 1995, após ter corrida pela gloriosa SCUDERIA ITÁLIA em 1993. E nosso querido italiano foi até razoavelmente bem, só que ele não contava com Pedro Lamy, substituto da lenda Martini, conseguindo o único ponto da Minardi do ano em Adelaide. Em 1999, ele voltou para Minardi, onde protagonizou o momento mais triste da história da F1, quando abandonou o louco GP da Europa em quarto lugar, e começou a chorar, deixando todo mundo com uma dó danada dele. E mais uma vez, ele viu o companheiro de equipe (Marc Gené) conseguir o único ponto da equipe do ano.

Giovani Lavaggi - Este grande piloto italiano que substituiu Giancarlo Fisichella e em seis corridas fez história com três DNQs, um abandono e um décimo lugar, que ganhou o apelido carinhoso de 'Johnny Carwash' e conseguiu a proeza de ser criticado por Jonathan Palmer (!) que o chamou de desesperadamente lento. Deixou saudades...


Esteban Tuero - O Argentino entrou na F1 como o terceiro mais jovem da história da F1. E esse acabou sendo o seu maior feito na F1. Terminando em apenas quatro provas, Tuero encerrou sua temporada carinhosamente acertando Tora Takagi no GP do Japão. ele tinha contrato para 1999, mas ele resolveu sair da F1 e voltar para argentina correr de carretera. Ele ainda mandou que a Minardi usava computadores com Windows 95 (na época já tinha o windows 98) e disse que piltoou o pior carro do mundo. Tinha muito amor pela minardi esse rapaz.

Gastón Mazzacane - Não satisfeita com o que aconteceu com Tuero, a Minardi resolveu apostar em outro argentino para a temporada 2000. Mazzacane, apesar de muitas lambanças durante a temporada, chegou a andar em terceiro em Indianápolis, até ir para o pit stop e atropelar um mecânico e abandonar a prova. Em 2001, ele foi chutado e resolveu mostrar seus talentos na Post, onde aí sim, fez bosta pra cacete...


Alex Yoong - O malaio veio para Minardi e foi tratado injustamente, só porque ele trouxe um caminhão de dinheiro. Que injusto! Yoong substituiu a lenda Tarso Marques ainda em 2001 e em 2002, terminou em sétimo no GP da Austrália. Mas durante o ano, com seis abandonos e três DNQs, foi chutado da equipe, injustamente...

Gianmaria Bruni - Terceiro piloto da minardi em 2003, Bruni virou titular da equipe em 2004, fazendo ao lado de Zsolt Baumgartner uma das dupla smais lendárias da história da F1. e Enquanto o húngaro brilhava com um oitavo lugar no GP dos Estados Unidos, Bruni teve como melhor resultado três DÉCIMO QUARTOS lugares. Levar pau do Baumgartner é para poucos...


Patrick Friesacher - O Austríaco esteve no ano derradeiro da Minardi em 2005 e fez parte do famigerado GP dos Estados unidos, onde seis carros largaram. E quem ficou em último? Sim, ele levou pau do Christian Albers! Após um décimo nono lugar em Silverstone, Friesacher foi chutado para a entrada de outro holandês - esse bancado pela Red Bull que comprou a equipe - Robert Dornboos

Com uma equipe dessa, temos que ter várias menções honrosas: Gianni Morbideli, Fabrizio Barbazza, Shinji Nakano, Tarso Marques, Nicolas Kiesa e Robert Dornboos...

Kvyat explica batida na largada: 'Quis mostrar a McLaren que sou um bom acertador de carros'


No milésimo GP mais emocionante do que jogo da seleção espanhola de futebol, o momento de grande emoção foi a pancada 2 hit combo MARVELOUS que Kvyat mandou nas duas McLarens. Após deixar putassos Landinho Norris e Carlos não fede e não cheira Sainz, o genro do Piquet Resolveu se explicar:

"Estava pensando no futuro quando fiz essa batida. Soube que a McLaren precisa de um grande acertador de carros e fui mostrar meus predicados na corrida. Sei acertar um carro como ninguém quando estou no modo torpedo" disse o russo

Kvyat também demonstrou sua preocupação em agradar outras equipes pois ele não faz ideia quando a Red Bull usará a carta 'lei de kvyat' para conseguir uma vitória em 2019: "Sim, agora que tenho uma filha para criar, tenho que manter meu futuro aberto, acertando carros alheios até ser demitido para o Verstappen ganhar"

Após GP da China, Ferrari quer que FIA proíba Mercedes de dizer que não é favorita nos próximos Gps


Parece que a equipe de Maranello se cansou de blefes. Após ouvir mais uma vez que a Mercedes estava mal e que não era favorita e ver a equipe vencer com o pé nas costas, a equipe do mal resolveu acionar sua antiga amiga FIA, para evitar que  mais blefes em que só a Ferrari aconteçam:

"Alguma coisa tem que ser feita, não podemos mais permitir que uma equipe fique falando que não é favorita e depois vença a corrida com os dois pés nas costas. Isso dói muito na gente" disse o cientista maluco e chefe de equipe Mattia Biscoito.

Toto Wollf rapidamente quis defender a equipe: "Não tenho culpa se só tem otário na Ferrari e eles caem no nosso blefe. Mas vamos parar de falar disos, vamos falar da próxima corrida, Baku. Com certeza não somos favoritos nessa pista, a Ferrari é que é. Tô falando sério" disse Wolff tentando segurar o riso.

Hamilton diz que não assistiu 'Drive to survive' porque já sabia como terminava


Lewis Hamilton não entrou na onda da série documental 'drive to survive' e admitiu que não viu a série que zoa com a cara da McLaren e do Grosjean e mostra que Gunther Streiner é o chefe mais fodão da F1. Mas ele teve um motivo nobre, afinal, ele já sabia como a série terminava:

"Ah, não me interessei muito pelo documentário porque eu sabia como ele iria terminar. E também, eu nem apareço muito, o galã da série é o Grosjean, e isso achei meio estranho. E eu apareci sem camisa por 5 segundos só. O que foi uma pena" 

Com expectativas de aparecer na segunda temporada, Hamilton admite que talvez ja assista a série: "Se tiver a minha presença na segunda temporada, eu verei com certeza. Depois que eu ver 'Stranger Things'. Tem 'La Casa de Papel' também, 'Umbrella Academy', 'Fullmetal Alchemist', 'Narcos', 'The black Mirror'...nossa tô muito atrasado de séries, bixo."

Christian Horner diz que combustível da Ferrari tem cheiro de suco de toranja. Sim é sério!


Está cada vez mais difícil competir com a realidade. E tivemos mais uma dura prova com a declaração de Christian Horner, chefe da equipe Red Bull e Spice boy sobre a suspeita de que a Shell, fornecedora de combustível da Ferrari, ter descoberto uma forma de fazer o motor liberar mais ritmo com sua gasolina secretamente. Horner simplesmente disse à Auto motor und sport:

“O combustível da garagem da Ferrari cheira a suco de toranja”

Será que a Ferrari está mesmo batizando seu combustível com suco de toranja - MOMENTO GLOBO RURAL: fruta que é o cruzamento da laranja com pomelo, que também é chamada nas gringa de grapefruit FIM DO MOMENTO GLOBO RURAL - para os seus carros andarem mais rápido? O problema do carro de Lclerc foi porque caiu suco de toranja no lugar errado? Será que se colocassem suco de mangaba também daria certo? um alcoólatra pode botar a gasolina da Ferrari em um copo, botar um gelo e hortelã e mandar para dentro? Será que Mattia Binotto é na verdade Beakman, seriado dos anos 90 'O mundo de Beakman' e foi ele que descobriu as funções do suco de toranja no combustível em um episódio perdido da série?

 São muitas questões que até o momento estão sem resposta...

Fazer GP número 1000 na China é o mesmo que fazer festa de casamento em lanchonete, aponta estudo


Como todos sabem, o milésimo GP de F1 será no GP da China, um GP que é considerado por muitos tão relevante assim. Afinal, o palco do primeiro GP ainda está no calendário, porque não lá? (Se você não sabe qual é, ele se chama Silverstone)

O famoso instituto de pesquisas de Iguaba Grande (RJ) averiguou que comemorar o milésimo GP na China é o mesmo que fazer a festa de casamento em uma lanchonete que vende esfirra:

"Estudos apontam que grandes comemorações tem que ser em palcos marcantes. E de marcante na China, a F1 só viu o Hamilton entregando em 2007 errando sozinho nos pits e os pneus do Sebastian Buemi ejetando do nada e ele tentando fazer a curva sem as rodas. Mas ao menos o GP 1000 não caiu em Abu Dhabi, que seria o mesmo que comemorar bodas de ouro no podrão da esquina" Afirmou o famoso pesquisador H.Romeu Pinto

Vamos torcer para que o GP 1000 seja um GP emocionante e não seja um GP normal, com os motores Renault pifando, o Vettel rodando e a Mercedes vencendo a corrida.

Alonso nega que esteja pensando em voltar à McLaren nesse ano: 'Vou esperar mais um pouco para chutar o Sainz'


Fernando Alonso, El Fodón de Las Asturias, aquele que pilota mais que o carro e tira leite de PRÉDA, fez uns testes pela McLata no Bahrein e os alonsistas, já pensaram que ele poderia voltar, principalmente após o sexto lugar Lando 'Braddock III' Norris e pelo abandono de Sainz  (o segundo em duas corridas) no Bahrein. Mas malonso tratou de negar essa informação:

"Não, não pretendo voltar para a F1 agora. Quero contiunar meus rolês aleatórios, correndo de rally, de endurance, fórmula indy nascar, V8 supercars, fórmula truck, top gear e carrinho de rolimã pelo mundo. Vou esprar mais um pouco para chutar o Sainz, vou dar mais umas chances pra ele, afinal o motor renault não está ajudando o coitado." Disse o espanhol.

Alonso, em um surto d ehumildade, se autoafirmou a si mesmo sem a ajuda de ninguém que ele é si mo melhor piloto do mundo e que a F1 perdeu um espécime valioso: "O que posso fazer se a F1 só me fez andar em décimo quarto nos últimos anos? Perdeu playboy, agora só volto se for para disputar lá entre as cabeças entre o cagão do Hamilton e o rodador do Vettel"
Página inicial Proxima