Ex-presidente da Ferrari, Montezemolo lamenta acontecido no GP do Canadá: 'Se isso fosse na minha época os comissários estavam dormindo com os peixes'


Luca Di Montezemolo, antigo chefe da máfia presidente ferrarista, resolveu se pronunciar após ver a Ferrari perdendo uma vitória no GP do Canadá por conta de uma punição de 5 segundos a Vettel: 

"Na minha época, quando eu era o Don da Ferrari, isso nunca aconteceria. Assim que aparecesse que o lance estava sendo investigado, já teria doze dos meus melhores homens na porta esperando um sinal meu." Disse luca, que continuou:

"Porque você acha que não tinha esses lances de punições na época do penta do Schumacher? Então...Uma pena que a Cosa Nostra esteja enfraquecida em Maranello, senão os comissários estariam dormindo com os peixes, lá no lago do lado da pista..." terminou montezemolo, que atualmente é um lobo aposentado, assim como todo o Don que sai vivo da máfia empresa italiana

Toto Wolff concorda com atitude de Vettel, mas defende punição da FIA, mas também quer mudança das regras e que a Mercedes continue vencendo


Toto Wolff, o homem do blefe, resolveu se pronunciou sobre a polêmica punição à Sebastian Vettel no GP do Canadá que o fez perder 5 segundos e mais uma vez a vitória cair no colo do negão. Ele ao mesmo tempo mostrou sua indignação com o fato, mas também resignação sobre o mesmo assunto, fazendo a gente concluir que ele é o maior conversinha da F1 atualmente:

"Eu apoio o Vettel, que tremenda sacanagem, bixo! Se eu fosse ele tinha tacado a placa nos cornos dos comissários! Mas acredito que os comissários agiram corretamente nessa questão não tinha outro jeito. Mas também acho verdadeiramente que as regras devem ser mudadas para que tenhamos mais disputas na pista. E que acima de tudo, as Mercedes estejam sempre na frente, que é muito importante também. Mas é isso, força Vettel! força FIA! Vamos mudar as regras! Mudando de assunto, estou preocupado, a Ferrari parece ser bem mais forte em Paul Ricard..."

Mattia Binotto, mais calmo após a rage de domingo, comentou sobre a fala de Wolff: "Eu tô tentando entender até agora do lado de quem ele está nessa história toda."

Hamilton nega que batida no treino livre no GP do Canadá seja treinamento para muro dos campeões


Lewis Hamilton não teve um segundo treino livre muito legal no Canadá. Ele acabou dando uma singela beliscada na curva 4 do circuito de Montreal, ferrou a suspensão e ficou em sexto. Mas com a fama da última curva do circuito e seu singelo muro dos campeões, ficou a suspeita de que o inglês queria deixar a sua marca ali, naquele muro restrito a quem ganhou algum título mundial na vida. Mas ele negou:

"Não, eu quero vencer corridas, mano. Um cara da quebrada de Londres não cai nessa de muro dos campeões. Porque aí eu bato lá no muro, o Bottas come o mingau vitaminado dele, vence a corrida e volta a encher meu saco? Não posso vacilar, brow. " disse Hamilton, que não foi tão convincente e pelo histórico recente da Mercedes, pode estar blefando.

Ele também disse que foi bem chato ter que ficar de fora de um sessão de treinos livres: "Agora eu sei quem tem motor Renault se sente." concluiu

Após Vettel dizer que só sai da Ferrari à pontapés, equipe pede para piloto não ficar dando ideias tentadoras


Vettel está com uma reputação mais suja do que político após seis meses de eleito. E isso fica claro quando o alemão afirmou que os rumores de aposentadoria são balela e ele só sai da Ferrari à pontapés. A Ferrari também se pronunciou sobre o assunto e pediu para que Vettel não responda sobre os rumores dessa maneira:

"Esse lance do Vettel dizer que só sai da Ferrari à pontapés é errado. Ficamos muito tentados a vir de botina se por acaso o Vettel rode nas próximas corridas. Preferimos que o nosso piloto não teça mais esse tipo de comentário, pois não podemos resistir a tentação. E temos que resistir até sabermos o que vai ser do Mick Schumacher" disse o comunicado.

Vettel foi confrontado após o comunicado ferrarista, mas ele não se abalou: "Já estou muito rodado na F1, e essas coisas não me abalam"

Alonso rechaça boato sobre substituir Vettel na Ferrari: 'Eu lá vou voltar pra ficar sofrendo?'


Um boato começou a circular na imprensa italiana (sempre ela) dizendo que Vettel iria se aposentar ao fim da temporada 2019 e para o seu lugar, a Ferrari traria de algum rolê aleatório automobilístico Fernando Alonso,o el fodón de las Astúrias. Mas o boato já tratou de ser desmentido pelo espanhol:

"Eu lá vou voltar para Fórmula 1pra ficar sofrendo? ter que ficar brigando pra se ro terceiro isso quando a Ferrari não cagar minha estratégia. Sofri demais com a McLaren, paguei todos os meus pecados lá e não quero pagar mais pecado nenhum na Ferrari" disse Alonso

Vettel também se pronunciou sobre o assunto: "O Alonso é um cara rodado como eu. não vai querer assumir esse B.O. que é a Ferrari. Eu assumo porque não tem jeito, né tenho contrato..."

Já a Ferrari avisou que ainda não está pensando em trocar os seus pilotos: "Primeiro temos que trocar os engenheiros que fazem cagada nas estratégias de corrida, depois vemos os pilotos" Disse Mattia biscoito, chefe da Ferrari

Red Bull cogita contratar Hulkenberg para temporada 2020 só pra ele ter uma chance de fazer um pódio


A Red Bull, a equipe dos energéticos com cor de xixi de gambá, está decidindo se faz uma caridade com um dos pilotos que tem mais corridas e nenhum pódio sequer. Sim, ele, Nico Hulkenberg. A Red Bull planeja chutar o Gasly e pode pegar o alemão para fazer dupla com Max Verstappen e assim, pode sobrar um tão sonhado podiozinho para o alemão

Segundo fontes Helvética, Hulkenberg tem demonstrado ter o que é necessário para ir para Red Bull: "Christian Horner viu que o Hulk nem incomoda o ricciardo e isso que eles querem para 2020. um piloto que não incomode o Max, mas que também não seja uma mosca morta como  o Gasly e eles veem o hulk como o nome ideal para isso. E eles também aproveitam e fazem uma caridade e dão uma chance de melhor de i rpara o pódio, porque com a Renault ela só vai sair quando nascer dente no bico da galinha"

Helmut Marko já ligou a sua tradicional fritadeira de pilotos e as chances de Gasly ser rebaixado é grande. Só resta saber quem sobe: O torpedo kvyat e o melhor piloto tailandês desde Príncipe Bira, Alexander Albon

McLaren só vai tentar as 500 milhas de Indianapolis de novo quando o Alonso esquentar o pé de iceberg dele


Após mais um vexame da McLaren e de Fernando Alonso, agora na Indy, a equipe britânica resolveu tomar medidas drásticas com o piloto espanhol. Zak Effron Brown, CEO da equipe, impôs uma condição para voltar à Indy com Fernando Alonso:

"Ele só volta quando ele aquecer bem esse pé de iceberg que ele tem. Na McLaren, a gente só andava lá trás com ele. Foi ele sair que a gente sempre tá pontuando. Agora na Indy ele foi bumpeado por um piloto em um carro sem patrocínio e com nome de cerveja ruim. Se eu trouxer menino Lando no ano que vem, acho que ele pega a pole. Tá hora de usar uma sapatilha especial esse espanhol que tá brabo"

Alonso retrucou a fala de Brown: "Na Toyota não tenho esse problema. Tá a gente compete contra nós mesmos, mas mesmo assim, lá tudo dá certo, acho que o problema non soy yo" argumentou Alonso que concluiu: "Também não queria ir pra Indy mesmo. Se Deus Chilton também não se classificou, não valia a pena ficar dando voltas e voltas fazendo curva pra esquerda."


Página inicial Proxima